O Fim

E chegou o fim
Do ano e do projeto
Obrigada pelo que fizeram por mim
Em todos os momentos

Com o fim vem a reflexão
Do que querermos para o próximo ano
Ou, pode ser que não

Cada momento vivido
Vem um aprendizado
Aprendi muito aqui
Com todos os comentários

Acredito que quando algo termina
Algo melhor começa instantaneamente
Espero que façam suas vidas melhores
Em todos estes novos momentos.

Ane Souza

A Morte

Aconteceu a morte
Da pequena Margarida

Mas ela voltou
Depois que alguém
Com carinho a regou

Recuperou seu brilho
Respirou
Viu o sol
E dançou

Até morrer
Por ter-se deixado
Esquecer
Que a cada dia
Era preciso viver.

Ane Souza

O Violão Guardado

Aquele violão
Que deixei guardado
Por falta de tempo
E de melhor espaço

Percebi que na verdade
Não tinha dom pra tocar
Deixei-o no cantinho
Para mais tarde tentar

Até que então
Desisti da ideia
Vendi o violão
Para alguém gerar platéia

Sei que está sendo cuidado
E recebendo muito amor
Ela passa tarde com ele
Muitas músicas já tocou

Um tempo atrás
Passamos uns dias juntas
Ela ensinou-me a tocar
Uma nova música

Descobri que sei tocar
Talvez o que falte seja o tempo
Mas quem sabe eu não compre um
Para reviver esses sentimentos.

Ane Souza

Este poema tem uma dedicação à minha prima-irmã-amiga-amordeminhavida ❤

Minha família

Por falta de rima 
Para esses sentimentos
Escrevi em prosa
O que passa aqui dentro ;)

Na verdade, acho que casar com você ajudaria bastante. Teríamos uma casinha só nossa, você iria trabalhar enquanto eu estaria arrumando a casa e escrevendo mais um de meus poemas, ou então tentando me concentrar no meu livro. Todos os dias, quando chegasse cansado do trabalho eu estaria pronta para lhe receber e dar a ti muito amor e cuidado, a não ser é claro que estivesse afundada em ideias e acontecimentos para o livro, nesses dias pediria apenas que sentasse ao meu lado e me encolheria em você para continuar escrevendo. No mais, jantaríamos juntinhos, vendo um filme qualquer que você teria escolhido no dia anterior, poderíamos fazer alguma gordice caso desse vontade ou simplesmente ir para a cama nos encolher em nosso ninho.
Mas é claro que isso tudo no começo, depois seria preciso mudar. Mudar de hábitos, de casa e de trabalho, no meu caso. Precisaríamos de uma casa maior, para que nossos filhos possam crescer em uma casa com quintal gramado e bem próximo a natureza, precisaríamos nos mudar para dar as crianças mais carinho e cuidado, as comidas teriam de ser mais saudáveis, em horários melhores. Eu poderia continuar escrevendo, mas também precisaria ter algo me ajudasse a trabalhar em casa gerando uma renda maior, sabe como é, escrever apenas não dá muito dinheiro para quem está começando. Trabalhar em casa seria a melhor opção, para eu poder cuidar das crianças e ler para elas também, quando você chegasse estaríamos correndo no quintal ou então pulando na piscina, e você teria que pular também. Molhar toda a roupa de trabalho que eu não me importaria em lavar depois. Seriamos uma família bem feliz. Na verdade, estou pensando em ser colunista de algum jornalzinho do bairro, ou quem sabe, no jornal mais vendido da cidade. Seria uma boa para que eu pudesse ficar em casa com as crianças. Quem sabe um dia você poderia até tirar uma férias não remunerada, só para desestressar do trabalho e passar mais tempo comigo e com as crianças. Seria um bom futuro. O que me diz?

Ane Souza